História da SOBED-SC

História da SOBED-SC

Criação

Em 1978, foi realizada uma reunião no auditório da ACM (Associação Catarinense de Medicina), em Florianópolis, com a presença do então presidente da SOBED Nacional, Doutor José Martins Job, que teve como objetivo a fundação do Subcapítulo da Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva em Santa Catarina. Na ocasião, estavam presentes médicos interessados na especialidade.

Durante a reunião, ocorreu uma disputa pela presidência da SOBED-SC, e Odilson Borini foi indicado para presidente de modo consensual.

Para que o subcapítulo da SOBED-SC evoluísse para capítulo, era preciso que ao menos cinco médicos endoscopistas da região tivessem trabalhos apresentados em congressos da especialidade. Assim, foi realizado o trabalho “Hemorragia Digestiva Alta: uma análise dos principais fatores causais no estado de Santa Catarina”, com o protocolo tendo sido distribuído entre todos os endoscopistas do estado na época. O trabalho foi apresentado por Edson Pedro da Silva como tema livre no II Congresso Brasileiro de Endoscopia Digestiva, realizado em Curitiba, e teve como coautores Jorge Luiz Jorge, Luiz Renato Faoro, Aloysio Condeixa Filho, Manoel Carlos Cardoso e Almiro José Braga Miranda Ramos.

Nesse mesmo congresso, Blumenau foi indicada para sediar o Seminário Brasileiro de Endoscopia Digestiva, em maio de 1981. Na época do congresso, Edson Pedro da Silva era o presidente da SOBED-SC e, no mesmo ano, Jorge Luiz Jorge foi eleito presidente para a gestão 1981-1983.

Realizado no Teatro Carlos Gomes, em Blumenau, o seminário teve grande êxito, recebendo nomes de grande expressão da época e proporcionando atividades sociais que são até hoje lembradas. Também após o evento, a entidade catarinense tornou-se Capítulo da Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva em Santa Catarina.

Edson Pedro da Silva foi novamente eleito presidente da SOBED-SC para a gestão 1988-1990. A principal característica da gestão foi a realização de encontros periódicos de endoscopistas em diferentes cidades e regiões do estado, sendo um período de grande aprendizado para os médicos da área.

Ao longo dos anos, a SOBED-SC realizou diversos módulos de atualizações em todas as regiões do estado. Entre os destaques, estão o I Congresso Catarinense de Gastroenterologia, realizado em março de 2007, e a Semana Brasileira do Aparelho Digestivo (SBAD), realizada em Florianópolis em novembro de 2010.

Em 2014, em acordo com entidades-irmãs do Paraná, foi criado o Digesul – Congresso Sul-brasileiro de Doenças Digestivas. A primeira edição do evento ocorreu em Florianópolis, em maio de 2014, com 600 participantes, e sua programação incluía aulas práticas para endoscopistas e enfermeiros.

Diretorias

Joares Luiz Nogara foi eleito presidente da SOBED-SC em 2000. Na época, existiam poucos profissionais especializados em Endoscopia no estado. Para aumentar esse número, foram organizadas reuniões e alguns encontros com endoscopistas do Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina que levaram à realização de inscrições de novos endoscopistas, com um crescimento acentuado de profissionais entre 2000 e 2002. Um dos grandes feitos da gestão foi conseguir que o XVI Seminário Brasileiro de Endoscopia Digestiva, que seria realizado em 2003, fosse em Florianópolis, contribuindo para uma maior valorização da endoscopia catarinense.

Entre 2002 e 2006, a presidente do Capítulo SOBED-SC foi Lígia Rocha de Lucca. Com personalidade aglutinadora, a profissional promoveu muitas atividades sociais e científicas. Em sua gestão, no ano de 2003, Florianópolis sediou o XVI Seminário de Endoscopia Digestiva, realizado no Resort Costão do Santinho, e foi um grande sucesso. Após quase vinte anos, os comentários ainda repercutem entre os que participaram do evento.

Nas duas gestões seguintes, de 2006 a 2010, quem presidiu a SOBED-SC foi Silvana Dagostin, na época a mais jovem presidente eleita para a função. Com determinação, lutou por melhores honorários médicos, inclusive com paralisação de atendimento aos convênios médicos na especialidade de Endoscopia Digestiva no estado. Ao longo de suas gestões, em 2007 e 2009, ocorreram as duas primeiras edições do Congresso Catarinense de Gastroenterologia e Endoscopia Digestiva, na cidade de Florianópolis, com a participação de renomados especialistas brasileiros e com interação memorável dos associados da SOBED-SC, tudo isso em um ambiente informal e com riquíssima troca de experiências.

Em 2008, o Capítulo SOBED-SC passou a chamar-se SOBED Estadual SC, e em 2009 Silvana Dagostin e Jorge Luiz Jorge firmaram um contrato de comodato com a Associação Catarinense de Medicina para a instalação da sede da entidade por um período de dez anos.

Em 2010, ocorreram os preparativos para a IX Semana Brasileira do Aparelho Digestivo (SBAD), que seria sediada por Florianópolis naquele ano.

Em julho de 2010, Viriato João Leal da Cunha assumiu a presidência do Capítulo de Santa Catarina da SOBED para a gestão de 2010-2012, e a primeira missão dessa diretoria foi compartilhar com Silvana Dagostin, presidente da gestão anterior, a coordenação da Comissão Local da SBAD, realizada em Florianópolis em novembro de 2010.

Durante a semana do evento, ocorreu o IV Curso ao Vivo de Endoscopia Digestiva Diagnóstica e Terapêutica da SOBED, no Hospital Universitário da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina). O evento foi um marco no desenvolvimento da Endoscopia Digestiva no estado e contribuiu para a consolidação da Unidade de Endoscopia Digestiva do Serviço de Gastroenterologia do Hospital Universitário. Participaram da viabilização desse desafio aproximadamente 120 colaboradores, entre médicos, equipe de enfermagem e de infraestrutura, além de 50 médicos que, distribuídos em todas as regiões do estado, auxiliaram na seleção dos pacientes, proporcionando as condições necessárias para o trabalho da Comissão Nacional do Curso ao Vivo da SOBED.

Durante essa gestão, foram realizados outros eventos científicos, com a participação conjunta da Sociedade de Gastroenterologia, incluindo os Módulos IX, X e XI de Atualização em Gastroenterologia e Endoscopia Digestiva de Santa Catarina, realizados respectivamente em Itajaí (2011), Nova Veneza (2012) e São Bento do Sul (2012).

A gestão também buscou dar continuidade à aproximação da SOBED-SC com as demais Instituições representativas, com destaque para a Associação Catarinense de Medicina, e manteve a incessante atuação na defesa das condições de trabalho e remuneração do médico endoscopista.

Em agosto de 2012, ocorreu a eleição da SOBED-SC para a gestão 2012-2014, durante o X Módulo de Atualização em Gastroenterologia e Endoscopia Digestiva em Nova Veneza, quando foi eleito o médico Eduardo Nobuyuki Usuy Junior.

Durante sua gestão, após um intenso trabalho da diretoria e da Comissão de Honorários Médicos da SOBED-SC, a entidade contabilizou importantes ganhos de remuneração em 2012, com destaque para as renegociações de taxas de sala e pagamento de pinça de biópsia.

Em 2013, o presidente da SOBED-SC representou a entidade no IV Fórum Nacional sobre a CBHPM, em Belo Horizonte, que contou com as lideranças nacionais do movimento médico. Entre os eventos realizados pela gestão, estão os Módulos de Atualização em Gastroenterologia e Endoscopia Digestiva, com sedes em São Bento, Lages e Joinville, e o primeiro Digesul – Congresso Sul-Brasileiro de Doenças Digestivas, realizado entre 29 e 31 de maio de 2014 em Florianópolis.

Durante a gestão, criou-se uma comissão regional de estratégias de negociação com os planos de saúde. A SOBED-SC recebia as informações e municiava os coordenadores regionais de Honorários Médicos, responsáveis pelas negociações, com dados estaduais para embasar os argumentos e buscar o reajuste dos valores dos serviços médicos endoscópicos.

Em 2014, ocorreu a eleição de Odemari Miranda Ferrari como presidente para a gestão 2014-2016 da SOBED-SC. Já na primeira reunião administrativa, a equipe traçou um planejamento das atividades que seriam desenvolvidas durante o biênio. Para isso, foi elaborado um plano dividido em três áreas: econômica, científica e social.

Na área econômica, discutiu-se a necessidade de uma assessoria jurídica para as negociações com convênios, com o intuito de torná-las mais frutíferas. Além disso, com foco em um apoio aos associados, foi realizada a assinatura da Tabela Simpro para informar sobre atualizações de valores dos materiais e medicamentos.

Na área científica, em 2015, a SOBED-SC participou, em conjunto com a SOBED-PR, CBCD e Federada FBG-PR, da Comissão Organizadora do Digesul 2015, realizada em Foz do Iguaçu, no Paraná. A entidade também sediou o FAPEGE, em agosto de 2015, em Florianópolis. Novamente em conjunto com as Sociedades de Santa Catarina e do Paraná, foi organizado o Digesul 2016 – III Congresso Sul-Brasileiro de Doenças Digestivas, entre os dias 21 e 23 de abril de 2016, em Florianópolis.

Na área social, a gestão fomentou a Integração de Associados Titulares e Aspirantes com jantares e atividades sociais, fez homenagens à diretoria anterior e a diplomação da diretoria sucessora e procurou incentivar e integrar os jovens endoscopistas residentes.

Na eleição para o biênio 2016-2018, em 2016, foi eleito o médico Amilton Carniel Guimarães. Em dezembro do mesmo ano, a SOBED-SC participou da reunião do Colégio Estadual de Auditores do Sistema Unimed, quando se levou ao conhecimento dos auditores o pleito da especialidade para a correta aplicação do regramento da CBHPM quanto ao ressarcimento de procedimentos endoscópicos múltiplos.

Em 2016 e 2017, em parceria com a Sociedade Catarinense de Coloproctologia, a SOBED-SC assumiu a organização da Campanha de Prevenção do Câncer do Intestino, chamada Setembro Verde. A entidade realizou uma ampla campanha publicitária educativa com outdoors em pontos de grande circulação de veículos, camisetas com o logotipo e o mote da campanha e fôlderes e cartazes distribuídos para as clínicas participantes e para a população em ações realizadas no Mercado Público de Florianópolis.

Santa Catarina foi o primeiro estado do Brasil a fazer uma campanha de prevenção do câncer do intestino em várias cidades e em um único mês. Ao todo, 13 municípios (Blumenau, Brusque, Joinville, Jaraguá, Itajaí, Indaial, Criciúma, Florianópolis, São José, Palhoça, Tubarão, Lages e Joaçaba) receberam ações de prevenção, conscientização e informação. Ainda no âmbito do Setembro Verde, com o apoio do Hospital Universitário da UFSC, a SOBED-SC realizou por dois anos consecutivos o mutirão de colonoscopias, atendendo cerca de 150 pacientes do SUS, em uma maratona de mais de 15 horas de trabalho nas duas edições, contando com a ajuda de dezenas de profissionais da área da saúde (endoscopistas, anestesistas, enfermeiros, técnicos de enfermagem, equipe de apoio, etc.).

Em setembro de 2017, em parceria com a Sociedade Catarinense de Coloproctologia, a SOBED-SC recebeu a exposição “Intestino Gigante”, da Associação Brasileira para a Prevenção do Câncer do Intestino (ABRAPRECI). A exposição recebeu mais de mil alunos das redes pública e privada de ensino. A ação contou com médicos voluntários e estudantes de medicina da UNISUL e da UFSC, responsáveis por guiar os visitantes em um passeio pelo interior do intestino gigante.

Durante essa gestão, a SOBED-SC também participou de reuniões com diferentes operadoras de planos de saúde, obtendo duas grandes vitórias: o pagamento da taxa de pinça de biópsia por parte da operadora SC SAÚDE e a criação e regularização do pagamento da taxa de aquisição e/ou reprocessamento de pinça de biópsias por parte da Unimed Federada, sendo o benefício estendido para todos os endoscopistas de Santa Catarina.

Em 2018, ocorreu o Digesul em Curitiba, quando foi realizada a assembléia onde o doutor Felipe Paludo Salles foi eleito para a gestão 2018-2020 da SOBED-SC. A realização do evento foi motivo de satisfação e orgulho, já que o congresso que a SOBED-SC ajudou a criar havia se tornado o maior evento de aparelho digestivo do sul do país, com reconhecimento nacional.

O presidente Felipe Paludo Salles assumiu o cargo ciente de que seria uma gestão desafiante: a SOBED-SC era a responsável pela organização do próximo Digesul e também sediaria, em Florianópolis, a SBAD 2020. Mas nada disso se comparava ao que estava por vir.

Em 2018 e 2019, a diretoria organizou duas edições da Campanha Setembro Verde e criou a comissão estadual para a organização da SBAD 2020.

Apesar de ter dois eventos científicos grandes em vista, a SOBED-SC também decidiu direcionar as atividades estaduais para a defesa profissional e condições de trabalho para os endoscopistas. Assim, foi realizado em março de 2019 o fórum “Endoscopia Digestiva e o Mercado de Trabalho” e, em 2020, seria realizado um Meeting Jurídico para discussão de temas específicos da atividade endoscópica.

Nessa gestão foi lançado o site da SOBED-SC e realizada a inserção da entidade nas redes sociais, um passo importante para sua modernização e como canal de comunicação com os associados.

Outras ações importantes foram o início da atualização do estatuto da SOBED-SC, o apoio para a criação da câmara técnica da Endoscopia Digestiva no CFM e a participação no livro da SOBED sobre a fundação das estaduais, onde foi contada a história da SOBED-SC.

Com a eclosão da pandemia do novo Coronavírus, incertezas assolaram a profissão. As atividades foram suspensas por tempo indeterminado e surgiram dúvidas sobre o potencial de contaminação do vírus na endoscopia digestiva e como os médicos iriam exercer a profissão com segurança. A entidade se tornou ainda mais importante e necessária.

Por meio do Comitê de Endoscopia Segura, a SOBED orientou os associados sobre suspensão e retomada de atividades, necessidades a serem cumpridas para realização de exames e defesa profissional para atuação na nova realidade. Na área científica, a SOBED produziu webinários com diversos temas, proporcionando conteúdo de alta qualidade de forma gratuita e ao alcance de todos.

A SOBED-SC também emitiu notas sobre suspensão e retomada de atividades, conforme a realidade do estado de Santa Catarina, possibilitando assim a tomada de decisões pelos serviços de endoscopia. A entidade teve um papel crítico neste período, especialmente no momento da retomada, já que coube à SOBED-SC orientar a atividade no estado em uma fase de tantas dúvidas e que poderia gerar danos aos profissionais, às equipes e à própria população. Felizmente, os protocolos de segurança já estavam bem estabelecidos, os serviços de endoscopia tiveram tempo para se organizar e o retorno das atividades se deu de forma tranquila dentro do possível. Aos poucos a rotina de funcionamento e de equipamentos de segurança foi se tornando parte do cotidiano.

Um grande desafio nesse período foi a compra dos EPIs necessários.  A grande procura mundial gerou escassez dos materiais e produtos. O preço tornou-se abusivo e, em alguns momentos, até medicamentos faltaram. Havia apreensão de precisar parar os serviços a qualquer momento e a viabilidade financeira dos negócios era calculada constantemente devido à queda do volume de pacientes e do preço dos insumos. Por isso, a SOBED-SC lutou para que os planos de saúde, com ações administrativas e jurídicas, fizessem o ressarcimento desses valores.

E assim foi marcada a gestão 2018-2020: aquela que seria uma das gestões mais acadêmicas e científicas acabou sendo a de maior luta profissional da história da Sociedade.

Autores:

Almiro José Braga de Miranda Ramos; Amilton Carniel Guimarães; Edson Pedro da Silva; Felipe Paludo Salles; Jorge Luiz Jorge; Joares Luiz Nogara, Manoel Carlos Cardoso; Odemari Miranda Ferrari; Odilson Borini; Viriato João Leal da Cunha; Silvana Dagostin..

Diretorias SOBED Capítulo SC (em 2008 passou a chamar-se SOBED Estadual SC):

1978-1979 – Presidente: Odilson Borini; 1979-1981 – Presidente: Edson Pedro da Silva; 1981-1983 – Presidente: Jorge Luiz Jorge; 1983-1984 – Presidente: Ismar Luiz Morelli; 1985-1986 – Presidente: Ismar Luiz Morelli; 1986-1988 – Presidente: José Nicácio da Silva; 1988-1990 – Presidente: Edson Pedro da Silva; 1990-1992 – Presidente: Jorge Luiz Jorge; 1992-1994 – Presidente: Jorge Luiz Jorge; 1994-1996 – Presidente: Antônio Carlos Ferreira da Cunha;  1996-1998 – Presidente: Ismar Luiz Morelli; 1998-2000 – Presidente: Almiro José B. de Miranda Ramos;  2000-2002 – Presidente: Joares Luiz Nogara;  2002-2004 – Presidente: Lígia Rocha de Lucca; 2004-2006 – Presidente: Lígia Rocha de Lucca;

Diretoria SOBED-SC Gestão 2006-2008

Presidente: Silvana Dagostin; Secretário: Manoel Tiago Vidal Ramos Junior;  Tesoureira: Cintia Zimmermann de Meireles. 

Diretoria SOBED-SC Gestão 2008-2010

Presidente: Silvana Dagostin; Vice- presidente:Lígia Rocha De Luca; 1º secretário: Juliano Coelho Ludvig; 2º secretário: Osni Eduardo Camargo Regis; 1º tesoureiro: Cintia Zimmermann de Meireles; 2º tesoureiro: Eduardo Nobuyuki Usuy Junior.

Diretoria SOBED-SC Gestão 2010-2012

Presidente: Viriato João Leal da Cunha; Vice- presidente: Luiz Carlos Bianchi; 1º Secretário: Ligia Rocha de Luca; 2º Secretário: Emir Dacoregio; 1º Tesoureiro: Eduardo Nobuyuki Usuy Junior; 2º Tesoureiro: Manoel Tiago Vidal Ramos Junior.

Diretoria SOBED-SC Gestão 2012-2014

Presidente: Eduardo Nobuyuki Usuy Junior; Vice-presidente: Hoiti Okamoto; 1º tesoureiro: Luiz Locks Junior; 2º tesoureiro: Felipe Paludo Salles; 1º secretário: Lothar Stange; 2º secretário: Waldir Savi Júnior.

Diretoria SOBED-SC Gestão 2014-2016

Presidente: Odemari Miranda Ferrari; Vice-presidente: Amilton Carniel Guimarães; 1º Secretário: Francisco José Salfer do Amaral; 2º Secretário: Luiz Carlos Bianchi; 1º tesoureiro: Jolnei Antonio Hawerroth; 2º tesoureiro: Juliano Ludvig.

Diretoria SOBED-SC Gestão 2016-2018

Presidente: Amilton Carniel Guimarães; Vice-presidente: Felipe Paludo Salles; 1º secretário: Manoel Carlos de Brito Cardoso; 2º secretário: Fangio Ferrari; 1º tesoureiro: Jolnei Antônio Hawerroth; 2º tesoureiro: Silvio Feiber Filho.

Diretoria SOBED-SC Gestão 2018-2020

Presidente: Felipe Paludo Salles; Vice-presidente: Manoel Carlos de Brito Cardoso; 1º tesoureiro: Cesar Lazarrotto; 2º tesoureiro: Fangio Ferrari; 1º secretária: Silvana Dagostin; 2º secretário: Clayton Luiz Maciel Guimarães.

Seja um Associado

Cadastre-se agora

Cadastre-se em nossa Newsletter